Archive | julho 2013

Governo Morsi no Egito: crônica de uma morte anunciada

Sílvia Ferabolli

Boletim Mundorama, 12 de julho de 2013

2013-07-13T165935Z_2_BSPE96C1AJB00_RTROPTP_2_MUNDO-EGITO-PROMOTORES-MURSIO exército informou o presidente Morsi às 1700 GMT que ele não era mais presidente”. Com essas palavras, no dia 03 de julho de 2013, Abdul Fatah al-Sisi, o líder da SCAF, o Conselho Supremo das Forças Armadas do Egito, anunciou ao povo egípcio que o primeiro governo democraticamente eleito na história do país estava deposto.  E por que Morsi foi deposto? Porque durante seu primeiro ano de governo ele não conseguiu resolver problemas como corrupção endêmica, desemprego crônico e subdesenvolvimento econômico histórico. Ainda, ele não conseguiu romper com os privilégios maciços de que gozam os membros das forças armadas do país e não conseguiu fazer com que todos os grupos políticos do Egito concordassem com a nova constituição que foi aprovada durante esse primeiro ano. Esses seriam motivos suficientes para se derrubar um presidente, não? Não. Não seria razoável esperar que em apenas um ano qualquer um dos problemas estruturais do Egito, acima descritos, pudessem ter sido resolvidos. Se não foram essas as razões que levaram à derrubada de Morsi, o que foi, então? Leia Mais…