Archive | fevereiro 2011

Para além do fundamentalismo islâmico: o Egito pós-Mubarak

Cláudio César Dutra de Souza e Sílvia Ferabolli

Boletim Mundorama, 03 de fevereiro de 2011

Certas configurações políticas, de tão cristalizadas, parecem ser eternas, provocando uma espécie de acomodação, até mesmo uma preguiça intelectual para confrontá-las em suas debilidades e contradições. Esse raciocínio se confirma ao nos darmos conta da precariedade dos regimes no mundo árabe, sustentados por aparatos militares que, se lhes conferem uma aparência externa de força, também revelam a fraqueza de suas institutições e a debilidade das relações entre Estado e sociedade.
A partir da insurreição popular na Tunísia, que pôs fim aos 23 anos de governo do Presidente Zine El Abidine Ben Ali, a barreira do medo foi quebrada e a população saiu às ruas em diversas capitais árabes, em demonstrações que revelaram o descontentamento com seus governos corruptos, repressivos e alinhados a um Ocidente que sustenta democracias de fachada na região em defesa de seus próprios interesses. Leia Mais…

Anúncios